radio2 tapa buracoEcoponto

Câmera de segurança flagra assassinato de jovem em ponto de ônibus de Jundiaí

Ex-namorada da jovem é a principal suspeita e está foragida; arma e motocicleta usadas no crime foram apreendidas.

Por Jamilson em 15/10/2018 às 19:45:51

A Polícia Civil de Jundiaí divulgou nesta segunda-feira (15) imagens registradas por uma câmera de segurança que mostram o momento em que uma jovem foi morta a tiros em um ponto de ônibus.

O crime aconteceu na quinta-feira (11), no Jardim Tulipas. A ex-namorada da vítima é procurada pela polícia como principal suspeita.

Segundo a polícia, Alicia Jenielba Pereira dos Santos, de 22 anos, foi encontrada morta às 5h com marcas de tiros nas costas e no rosto. Ela esperava o ônibus para ir ao trabalho quando foi abordada por duas pessoas em uma motocicleta.

Apesar da baixa visibilidade, as imagens publicadas nesta segunda-feira mostram a motocicleta chegando ao ponto de ônibus. É possível ver a luz do farol e momentos após os tiros.

O caso é investigado pelo 5º Distrito Policial. Segundo o delegado responsável, as buscas aos suspeitos continuam. Os responsáveis pelo crime foram identificados poucas horas depois do crime.

Como os pertences da vítima estavam intactos, a situação chamou a atenção da investigação para a suposta execução. A equipe recebeu informações sobre o relacionamento da vítima com a outra jovem. Os investigadores foram ao local de trabalho da mulher e souberam que ela não ia à empresa há dois dias.

Na sequência, a equipe foi até o endereço dela e conseguiu informações com testemunhas que viram a suspeita sair com um rapaz por volta das 4h e retornar pouco tempo depois da ocorrência. Ela também confessou a autoria informalmente para uma conhecida antes de desaparecer, informou o delegado.

O rapaz suspeito de participar do homicídio morava em outra casa e teria escondido os objetos usados no assassinato. A arma foi achada na casa dele com entrada autorizada pela mãe.

Todo o material foi apreendido e encaminhado para análise após a abertura do inquérito policial.

Alicia trabalhava como repositora em uma loja de móveis de um shopping da cidade e era natural de Santa Maria da Boa Vista, interior do Pernambuco.

Fonte: G1

radio3 TB